Pontos Turísticos da Espanha – Roteiro de 2 dias em Granada

Pontos Turísticos da Espanha – Roteiro de 2 dias em Granada

Granada está no topo de todas as listas das mais bonitas cidades na Espanha. E isso não é por acaso. Este post faz parte de uma série sobre lugares na Espanha que você precisa conhecer. Aqui, você saberá por que Granada é um dos principais pontos turísticos da Espanha e verá a melhor sugestão de roteiro para passar 2 dias inesquecíveis na cidade.

Por que Granada?

Pontos turísticos da Espanha, cidades da Espanha, Granada
Vista de Granada da Alhambra

Granada é um dos principais pontos turísticos da Espanha. A cidade é um verdadeiro tesouro situado no sul do país e tem tanto a oferecer que fica difícil selecionar o que fazer quando o tempo é limitado.

Mas mesmo que você tenha poucos dias, vale super a pena incluir uma visita à Granada no seu roteiro na Espanha. A seguir, você verá dicas completas de transporte, hospedagem e atrações na cidade.

Como chegar

Visitei Granada durante o curto período em que morei na Espanha. Na ocasião, eu estava baseada em Múrcia, no sul do país, e por isso a maneira mais prática e barata para ir atá Granada era de ônibus. Comprei a passagem no site da companhia Alsa com cerca de 2 semanas de antecedência e paguei 18,20 euros (ida e volta). Meu ônibus saiu de Múrcia num sábado, às 08h, e chegou em Granada às 11:30. Portanto, foram 3h30min de viagem.

Turismo na Espanha, roteiro de viagem, Granada
Ônibus da companhia Alsa

Há ônibus saindo de várias outras cidades da Espanha para Granada, mas dependendo da onde você estiver baseado, a viagem pode acabar sendo muito longa. Por isso, você pode optar por pegar um voo para o aeroporto Federico García Lorca, que fica a cerca de 15km do centro de Granada. Ou pode ir de trem, embora essa opção seja mais cara e por vezes mais demorada que o ônibus. Por fim, você pode também alugar um carro ou até mesmo ir de carona (veja como pegar carona de forma segura nas dicas que escrevi sobre a Europa Oriental). Na dúvida, sugiro sempre conferir o site Rome2Rio que mostra as opções mais viáveis, o tempo de viagem e a média de preço de cada bilhete.

Onde ficar

Como de costume, optei por ficar em um Airbnb no centro da cidade. Como Granada é uma cidade turística, os apartamentos privados do Airbnb são um pouco mais caros do que se costuma pagar em outros lugares. Por isso, optei por pegar apenas um quarto privado num apartamento compartilhado.

Eu acabo sempre optando pelo Airbnb porque com ele você pode encontrar hospedagens incríveis por preços muito melhores que hotéis ou até mesmo hostels. Mas caso você não goste do Airbnb, pode procurar hospedagens no Booking ou se quiser algo mais mochilão mesmo, pode tentar o Hostel World. Além disso, recentemente descobri o Agoda, que tem a mesma função do Booking mas por vezes oferece descontos maiores.

Em termos da localização, busque algum lugar mais central para que você possa passear pela cidade tranquilamente sem depender de transporte público. Os bairros Sacromonte, Albaizyn, Realejo San-Matias e Cervantes são ideiais nesse sentido. Mas atenção! Se certifique que a sua acomodação é acessível de táxi ou ônibus. Granada possui muitos morros e escadarias. E, acredite, você não quer ser um dos vários turistas desavisados que acabam tendo que subir intermináveis degraus carregando malas ou mochilas pesadas!

Viajar para a Espanha, roteiro em Granada
As escadarias no centro de Granada

A Alhambra de Granada

A Alhambra é um dos principais pontos turísticos da Espanha e é certamente o maior atrativo de Granada! A palavra vem do termo árabe qa’lat al-Hamra, que significa palácio vermelho. Trata-se, portanto, de um complexo de palácios e fortalezas situado no topo da colina al-Sabika no coração de Granada.

Alhambra de Granada, roteiro na Espanha, dicas de viagem
Alhambra de Granada (vista do bairro Sacromonte)

Pode-se chegar na Alhambra a pé, desde que você tenha disposição e fôlego para enfrentar a subida. É possível também pegar um ônibus. Você pode optar pelo minibus vermelho C3, que parte a cada 10 minutos da Plaza Nueva e cujo bilhete custa cerca de 1,20 euros. Ou você pode pegar um tour bus, que é tipo aqueles ônibus hop-on/hop-off que passa pelos principais pontos turísticos de Granada e custa 8 euros por dia. A outra opção é pegar um táxi do centro da cidade, que custa cerca de 8 euros o trecho. Por fim, você pode ir de carro. Vale lembrar que carros não podem entrar na Alhambra, mas há um estacionamento ao lado que custa cerca de 2,50 euros por hora.

Tour em Granada, viagem à Espanha, roteiros
Tour bus de Granada

A Alhambra é enorme e por isso você deve reservar pelo menos meio período para poder visitá-la com calma. Mas antes de visitá-la, vale a pena entender um pouco da sua rica história.

Os primeiros documentos históricos conhecidos sobre a Alhambra datam do século IX. Contudo, foi com a chegada do sultão Mohammed ben Al-Hamar (Mohammed I), no séc. XIII, que a residência real foi estabelecida ali. Mohammed I foi fundador da Disnatia Nazarí (ou Nasrida) e transformou a Alhambra em um suntuoso palácio. Posteriormente, a Alhambra continuou sendo expandida por seus sucessores, em especial Yusuf I (1333 – 1353) e Mohammed V (1353 – 1391), que adicionaram mais jardins, pátios, aposentos e banhos públicos ao complexo.

Com a tomada de Granada pelos Reis Católicos em 1492 e a consequente expulsão dos árabes de boa parte da Espanha, a Alhambra sofreu várias modificações. Fernando II de Aragão e Isabel I de Castela alteraram o complexo arquitetônico para atribuir-lhe um estilo mais renascentista e o transformaram em corte real. Seus sucessores também ordenaram alterações ao local, até que ele foi completamente abandonado no séc. XVIII.

É possível visitar a Alhambra de dia ou de noite, mas é importante marcar a visita com antecedência. De dia, você pode optar pela visita completa, que custa 14 euros e inclui os 3 palácios Nazarís, o palácio de Carlos V, a fortaleza militar Alcazaba, os banhos, os jardins e o generalife (a casa de verão do Sultão). O bilhete integral vale super a pena. Mas caso você não tenha tempo ou não queira ver tudo, pode optar por ver apenas os jardins, a fortaleza militar e o generalife, por 7 euros, ou apenas os jardins, por 5 euros. À noite, você pode comprar o bilhete para visitar os palácios Nazarís ou apenas para ver os jardins. Você pode também alugar um áudio-guia por 6 euros, que eu recomendo para que você possa entender e apreciar a história e cultura do lugar.

Turismo na Espanha, cidades da Espanha, Granada
Alhambra de Granada
Pontos turísticos da Espanha, Alhambra de Granada
Generalife, os jardins da Alhambra

É importante saber que há alguns banheiros espalhados pela Alhambra e há também alguns quiosques onde você pode comprar lanches e souvenirs. Os quiosques se encontram na entrada e bem no centro do complexo, mas tudo ali é bem mais caro. Por isso é recomendável levar um lanche para poder aguentar o passeio. Leve também uma garrafinha d’água. Há algumas poucas fontes d’água espalhadas pela Alhambra, então é possível encher a sua garrafa e se manter bem hidratado/a.

Outros pontos turísticos importantes

Eu já falei antes sobre a minha predileção por fazer visitas guiadas grátis durante as minhas viagens. Foi assim que pude conhecer mais a fundo vários pontos turísticos da Espanha. Essas visitas são ótimas principalmente se você tem pouco tempo para conhecer um lugar, porque além de cobrirem as principais atrações de uma cidade, elas também proporcionam informações interessantes sobre a história e a cultura locais. Além disso, os guias sempre têm ótimas dicas sobre restaurantes, bares e atividades para os turistas.

Em Granada encontrei 2 companhias oferecendo visitas guiadas grátis. A Follow Me Granada oferece tours pelo centro antigo da cidade e pelo famoso bairro muçulmano Albaizyn. A Walk In Granada também oferece tours pelo centro antigo e bairro Albaizyn, além de incluir um tour pelo bairro cigano Sacromonte. Há outras companhias que oferecem esses tours e você pode ver mais informações sobre elas aqui (em inglês).

Eu optei pelo tour do centro antigo com a Follow Me Granada e achei o trabalho deles excelente. O passeio durou 3h, incluindo um intervalo de 25 min. num bar local. Entre os pontos turísticos que visitamos, estão:

– Monumento à Isabel, a Católica;

O que fazer na Espanha, roteiro em Granada
Isabel, a Católica

– Corral del Carbón: construído no séc. XIV durante a Disnatia Nazarí, era onde se vendia e comprava grãos e se hospedavam os mercadores. É a única construção árabe deste tipo que permanece integralmente conservada em toda a Península Ibérica;

Cultura árabe, cultura espanhola, Granada
Corral del Carbón

– Plaza Bib Rambla: também chamada de Plaza de las Flores, era usada pelos mouriscos (antigos muçulmanos espanhóis forçados a se converter ao cristianismo no início do séc. XVI) para corrida de touros. Hoje possui vários restaurantes e cafés em seu entorno e uma enorme fonte do séc. XVII.

Viajar para a Espanha, pontos turísticos, Granada
Plaza Bib-Rambla

– Capilla Real: onde estão enterrados os Reis Católicos Fernando II de Aragão e Isabela I de Castela;

– Catedral Santa María de la Encarnación: construída no séc. XVI, é adjacente à Capilla Real;

Turismo na Espanha, roteiro de viagem, Granada
Capela Real e Catedral de Granada

– Plaza de las Pasiegas: situada na frente da Catedral, é chamada assim porque era onde as camponesas vendiam seus produtos. Era, também, onde as famílias burguesas iam para buscar amas de leite entre as camponesas.

– Mercado Árabe La Lacaicería: contém resquícios do bazar (ou “feira”) do período da Dinastia Nazarí;

– Paseo de los Tristes: rua por onde, antigamente, passava o cortejo fúnebre antes de os caixões serem enterrados no cemitério situado no alto da colina;

Pontos turísticos de Granada, o que fazer na Espanha
Paseo de los Tristes

– Plaza del Carmen: onde costumava existir o Convento de Carmen Calzado e onde hoje está a Prefeitura de Granada;

– Casa de Zafra: construção moura do séc. XIV super bem conservada e transformada em museu;

– Plaza Nueva: a praça mais antiga da cidade, onde há várias atrações turísticas e restaurantes;

– Igreja de São Gil e Santa Ana: construída em 1501 no lugar da antiga Mesquita Almanzra;

Igrejas espanholas, turismo na Espanha, turismo em Granada
Igreja de San Gil e Santa Ana

Todos esses são importantes pontos turísticos da Espanha, em geral, e de Granada, em particular. Além deles, é super recomendável visitar os bairros Albaizyn e Sacromonte. Albaizyn é o bairro de Granada onde a população muçulmana se instalou após a reconquista católica do séc. XV. Posteriormente, os muçulmanos foram expulsos, mas o bairro manteve a aparência de uma medina, com ruas estreitas e casas pintadas de branco. Sacromonte, por sua vez, se tornou abrigo da comunidade cigana após a tomada de Granada pelos Reis Católicos. O bairro fica numa colina e é repleto de casas e restaurantes construídos em grutas. Ali também é possível encontrar excelentes apresentações de flamenco e comida típica da Andaluzia. Ambos os bairros podem ser acessados à pé ou de ônibus.

Pontos turísticos da Espanha, onde ir na Espanha, Granada, Bairro Sacromonte
Bairro Sacromonte

Apresentação de Flamenco

O Flamenco é uma arte popular que combina canto, dança e música e tem origem na região de Andaluzia, da qual Granada faz parte. O flamenco surgiu por volta do séc. XVI e possui origem principalmente árabe, cigana e judia. Todos esses povos foram severamente perseguidos pela política religiosa dos Reis Católicos da Espanha. Por isso, é uma arte bastante intensa e repleta de emoções, pois trata-se de expressão artística de povos que muito sofreram ao longo dos séculos.

Cultura espanhola, Espanha, Granada
Dançarino de Flamenco

Em Granada, há vários restaurantes ou tablaos onde você pode assistir à uma performance de flamenco e comer comida típica da região. Em geral, esses locais oferecem janta e apresentação a um preço fixo que varia de 16 a 20 euros, dependendo do lugar. Você pode achar tablaos por toda a cidade, mas no alto do bairro Sacromonte há restaurantes que além do Flamenco, te proporcionam uma vista espetacular da cidade.

Uma bela razão para viajar para a Espanha

De todas as cidades que conheci na Espanha, Granada certamente foi a minha favorita! Além de ser uma cidade linda, é repleta de história e cultura e possui uma energia incrível. Portanto, espero que após ler este post você inclua Granada na sua lista de principais pontos turísticos da Espanha!

Espanha, Granada, roteiro de viagem
Alhambra, Granada

E se você está realmente planejando viajar para a Espanha, veja abaixo uma planilha simplificada com preços sugestivos (por pessoa) para um fim de semana em Granada. Os valores são de setembro de 2016 e baseados nos gastos que eu tive.

Caso tenha gostado do primeiro post da série sobre pontos turísticos da Espanha e achado as dicas úteis, compartilhe nas redes sociais. E se inscreva no blog para receber mais dicas de viagens!

Até a próxima!

Tabela de gastos para 2 dias em Granada

GASTOS FIXOS PARA 2 DIAS
Passagem de ônibus para Granada (ida e volta)€ 18,20
1 diária no Airbnb (quarto privado para 2 pessoas com café da manhã)€ 40,00
DIA 1
Ônibus da estação ao centro€ 1,40
Entrada na Alhambra (visita completa)€ 14,00
Almoço€ 9,00
Lanche€ 4,00
Apresentação de Flamenco com jantar€ 16,00
DIA 2
Visita guiada grátis (à base de gorjeta)€ 10,00
Almoço€ 7,00
Lanche€ 4,00
Ônibus do centro para a estação€ 1,40
TOTAL€ 125,00

* Alguns dos links indicados neste post são de empresas afiliadas, cujos serviços eu recomendo. A melhor forma de apoiar o Viajante Fora da Curva a continuar trazendo informações úteis e atualizadas para você é usando esses links para fazer as suas reservas. Você não paga nada a mais por isso eu recebo uma pequena comissão dessas empresas, o que me ajuda a continuar a fazer um trabalho de qualidade.



6 thoughts on “Pontos Turísticos da Espanha – Roteiro de 2 dias em Granada”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *