Turismo na Croácia – roteiro de 5 dias

Turismo na Croácia – roteiro de 5 dias

A Croácia é um país de história rica e de belezas naturais surpreendentes. Justamente por isso o turismo na Croácia vem crescendo tanto nos últimos anos. E por essa mesma razão resolvi preparar um roteiro de 5 dias para você visitar o país e vivenciar suas maravilhas.

Sobre a Croácia

A Croácia é um país do sudeste europeu localizado na península dos Bálcãs. O país fez parte da antiga Iugoslávia de 1918 a 1991, quando declarou sua independência. No mesmo ano, os sérvios que viviam no leste do país expulsaram os croatas com a ajuda do exército iugoslavo. Em alguns meses, quase 1/3 do território croata havia caído sob domínio sérvio. Em 1995, a Croácia conseguiu retomar a maior parte do país antes ocupada pelos sérvios. No mesmo ano, o presidente do país e os demais líderes da Ex-Iugoslávia assinaram os acordos de paz que encerraram a guerra.

Turismo na Croácia, Zagreb
Zagreb, capital croata

As guerras dos Bálcãs são difíceis de entender por conta dos vários grupos étnicos que ocupam a região. Só na Croácia, a população é composta de 95% de croatas, 1,2% de sérvios e 3% de húngaros, tchecos, eslovacos e albaneses. Em termos de religião, 86% da população é católica romana, 4% é ortodoxa e 1,5% é muçulmana. Nesse caldeirão de gente e de religiões distintas, há evidentemente muita divergência. Mas há também muita riqueza de cultura e costumes que fazem do turismo na Croácia super atraente.

Como chegar

Voos diretos do Brasil para Zagreb tendem a ser um pouco caros. Por isso, muitos brasileiros não se animam muito com o turismo na Croácia. Mas uma boa estratégia é voar para alguma capital da Europa Ocidental, como Madri ou Lisboa, e de lá pegar um voo para Zagreb com uma companhia de baixo custo. Lembre-se apenas de que as companhias de baixo custo cobram uma taxa considerável para quem despacha bagagem. Portanto, nessas situações, menos (bagagem) é sempre mais (economia).

Você pode checar opções de voo na DecolarSkyScanner.

Roteiro de Viagem, Croácia
Zagreb, Croácia

Quando ir

A Croácia possui clima mediterrâneo e continental. Por isso o país costuma ter verões bem quentes e invernos bem frios. Assim, a melhor época para viajar à Croácia depende mesmo do gosto de cada um.

Como o país tem extremos (bastante frio no inverno e bastante calor no verão), o melhor na, minha opinião, é ir nas meias estações. Além disso eu sempre desencorajo as pessoas a irem para a Europa na alta-estação (de junho a início de setembro). Isso porque além de fazer bastante calor, tudo é lotado e sempre mais caro do que nas demais épocas do ano. E como a Croácia possui praias lindíssimas, há uma leva enorme de turistas europeus que tomam o país no período do verão.

Dicas de viagem, Zagreb, Croácia
Primavera em Zagreb

Portanto, se você quer economizar e ter um pouco mais de sossego, evite viajar para a Croácia no meio do ano.

Onde ficar

Já falei no meu post sobre Granada, na Espanha, que tenho predileção pelo Airbnb para as minhas viagens pela Europa. E foi justamente pelo Airbnb que achei um apartamento ótimo quando fui para Zagreb em 2016.

O apartamento acomodava 4 pessoas e tinha uma pequena cozinha equipada, o que nos permitia preparar nossas refeições em casa e economizar. Pagamos o valor aproximado de R$ 200,00 por duas noites, para 04 pessoas. Ou seja, cada um de nós pagou apenas R$ 25,00 reais a diária! O apartamento, além de limpo e confortável, ficava a uma quadra do transporte público e dali levávamos 10 minutos para chegar ao centro.

Obviamente, se você não gosta do Airbnb e prefere ficar em um hotel, recomendo buscar acomodações no Booking, Agoda, ou Trivago. Em todos esses mecanismos você pode achar acomodações não só em Zagreb, mas também nas outras localidades recomendadas logo abaixo.

Zagreb – 2 dias

Zagreb é a capital da Croácia e fica no noroeste do país. A cidade é cheia de história e curiosidades e por isso 2 dias ali não são suficientes para conhecer tudo. Ainda assim, para fazer turismo na Croácia é obrigatório uma parada na capital. E por isso creio que 2 dias é um tempo bom para conhecer os principais pontos turísticos e lugares de interesse da cidade.

Os principais pontos turísticos de Zagreb são:

Viagem à Croácia, Zagreb
Praça Ban Jelačić, Zagreb

– Praça Ban Jelačić: praça central da parte antiga de Zagreb, existe desde o séc. XVII. Contudo, apenas em 1848 recebeu seu nome atual, em homenagem a um general austríaco que fazia parte da nobreza da Croácia. Uma enorme estátua em sua homenagem foi instalada na praça em 1866. Mas a estátua foi removida em 1947 quando o novo governo comunista da Iugoslávia denunciou Jelačić como servo de interesses estrangeiros. Em 1990, com a queda da Iugoslávia, Jelačić voltou a ser considerado um herói nacional e sua estátua foi recolocada na praça. Hoje, a praça é o principal ponto de encontro dos moradores de Zagreb.

– Mercado Dolac: logo atrás da praça Ban Jelačić, você encontra este mercado com várias frutas e legumes. O mercado está em funcionamento desde 1930 e é onde muitos croatas fazem suas compras. Vale a pena passar por ali para ver que tipo de produtos são comumente consumidos na região e também para comprar algumas coisas, caso você prefira cozinhar e comer em casa.

Roteiro em Zagreb, Croácia
Catedral de Zagreb

– Catedral de Zagreb: o maior prédio da Croácia e a construção sacra em estilo gótico mais monumental da região, a Catedral de Zagreb é dedicada à Assunção de Maria e aos Reis Santo Estevão e São Ladislau. Sua construção terminou em 1217, porém a igreja teve que ser reconstruída após ser destruída pelos mongóis em 1242. Além disso, a Catedral sofreu graves estragos no terremoto que atingiu a capital em 1880 e teve que ser reconstruída, adquirindo a forma que tem atualmente.

– Parlamento Croata: também chamado de Sabor, é o órgão legislativo do país. É uni-cameral e é composto por 151 membros, eleitos para mandatos de 4 anos. O Parlamento fica na Praça de São Marcos, onde também se encontram a Corte Constitucional Croata e o Banski Dvori, um dos prédios usados pelo Governo Croata.

Pontos turísticos da Croácia
Igreja de São Marcos

– Igreja de São Marcos: na mesma praça onde fica o Parlamento, está essa emblemática igreja de cores bastante…croatas. Construída no séc. XIII, seu telhado colorido só foi adicionado em 1880 e exibe o brazão da Croácia, Dalmácia e Eslavonia à esquerda, e o emblema de Zagreb à direita.

Santuário, Zagreb, Croácia
Kamenita Vrata (Portão de Pedra)

– Portão de Pedra (Kamenita Vrata): datado do séc. XIII, quando Zagreb foi proclamada cidade real livre, o portão é uma das poucas partes preservadas da muralha construída entre 1242 e 1266. Reza a lenda que em 1731 um grande incêndio destruiu completamente o portão, exceto por uma imagem da Virgem com o menino Jesus. A população passou a acreditar que a pintura possuía poderes mágicos e passou a frequentar o lugar para rezar e deixar oferendas. O lugar virou um santuário que até hoje é frequentado por locais e turistas.

Gravata croata
Cravats

– Gravatarias: há muitas gravatarias espalhadas por Zagreb e por uma razão que muita gente desconhece. Durante a Guerra dos 30 Anos na França (1618 a 1648), o Rei Luís XIII contratou mercenários croatas para auxiliar a França nos combates. Os mercenários faziam parte da unidade militar denominada Croats ou Crabats e usavam um pano amarrado em seus pescoços como parte de seu uniforme. O Rei gostou tanto do visual que declarou as gravatas (cravats) item obrigatório nas reuniões e eventos da realeza. Portanto, se você for adepto do acessório, faça uma parada numa gravataria durante o seu turismo pela Croácia.

– Cemitério Mirogoj: construído pelo arquiteto Hermann Bollé em 1876, Mirogoj é a morada final de vários croatas famosos. Para ser franca, cemitérios não me atraem nada. Mas o cemitério mais famoso de Zagreb está em todas as listas de principais pontos turísticos da cidade. Eu mesma acabei visitando o lugar para acompanhar meus colegas de viagem. De fato, é uma construção bonita, com arcadas, esculturas, pavilhões e…túmulos, obviamente. Então se você é apaixonado por arquitetura……é, pode ser que você goste da visita.

– Parque Zrinjevac: oficialmente chamado de Trg Nikole Šubića Zrinskog, esse parque no centro de Zagreb é um dos favoritos dos locais e dos turistas. Rodeado por prédios históricos, o parque convida seus frequentadores a mergulhar na história e arquitetura da Croácia. Por isso, recomendo que você reserve um tempinho para passear por ali e renovar suas energias.

Turismo na Croácia, Torre Lotrščak em Zagreb
Torre Lotrščak

– Torre Lotrščak: construída no séc. XIII para proteger os portões da cidade, a torre mantém uma tradição antiga que atrai muitos turistas. Todos os dias, ao meio dia, um tiro de canhão é simbolicamente lançado da torre. O objetivo da tradição é celebrar o dia em que um suposto tiro de canhão atingiu o almoço do líder turco que se preparava para invadir Zagreb. Segundo a lenda, o líder turco ficou tão impressionado com a mira dos atiradores que desistiu de invadir a cidade.

Além desses lugares, há muitos museus e galerias interessantes na cidade. Alguns exemplos são o Museu de Relacionamentos Acabados; o Museu de Mimara; o Pavilhão de Arte e a Galeria Meštrović; o Museu Arqueológico; o Museu Etnográfico; o Teatro Nacional; a Galeria Moderna; o Museu da Cidade; a Galeria Strossmayer de Antigos Mestres; o Museu de Arte Contemporânea; a Galeria Lauba; o Museu de Arte Naïf; Museu da Ilusão; o Atelier Meštrović; a Galeria Klovićevi Dvori; e o Museu de Arte e Artesanato.

Não deixe também de ir em um restaurante típico para provar comida croata. Eu fui no restaurante La Štruk e recomendo. A especialidade deles é o Štrukli, uma espécie de lasanha sem tomate e sem molho com basicamente muita massa e queijo.

Comida croata, culinária internacional
Štrukli

Parque Nacional Plitvice – 1 dia

O Parque Nacional de Lagos Plitvice é o maior e mais antigo parque da Croácia. Situado na parte montanhosa do país, ele foi reconhecido como patrimônio mundial da UNESCO em 1979. E não é para menos! Sua beleza exceptional atrai a milhares pessoas que fazem turismo na Croácia.

Turismo ecológico, Parque Plitvice, Croácia
Parque Nacional de Lagos Plitvice

O parque cobre um território de 30 km2 e possui 16 lagos que se distribuem em cascatas. Para visitar o lugar, há algumas regras: é proibido coletar plantas; alimentar os animais; nadar nos lagos; jogar lixo pelo parque; e sair fora das trilhas.

Para chegar até o parque, você pode pegar um ônibus da estação central de Zagreb, alugar um carro ou ir com uma agência de viagem. Eu fui de ônibus e a viagem levou de 2h30min a 3h. A passagem custa de R$ 40,00 a R$ 60,00 o trecho, dependendo da época do ano.

Você pode tanto ir e voltar no mesmo dia, como ir de manhã e pernoitar nas redondezas do Parque. Como a região é muito turística, há vários chalés com quarto e cozinha disponíveis para locação. Além disso o próprio parque possui 4 hotéis. No meu caso, aluguei um chalé nas proximidades, que oferecia um serviço de transfer para o parque(a um preço extra).

Para entrar no parque, há dois tipos de bilhete: de 1 dia e de 2 dias de duração. O bilhete inclui transporte de barco e o de 1 dia de duração custa de R$ 30,00 a R$ 80,00 (dependendo da época do ano).

Roteiro pela Croácia, dicas de viagem
Parque Nacional de Lagos Plitvice

O lugar é enorme e incrivelmente lindo, então eu recomendo um dia inteiro só para visitá-lo. Se certifique, contudo, de checar o tempo antes de você ir. Não me entenda mal: ainda que o tempo esteja ruim, a visita vale a pena. Mas nesse caso você deve levar um agasalho e/ou guarda-chuva, para não ficar ensopado no frio como aconteceu comigo.

No Parque há alguns pontos onde você encontra restaurantes e banheiros. Mas como o lugar é muito grande, é importante levar uma garrafa d’água e um lanche para passar o dia.

Praia – 2 dias

Infelizmente, não tive tempo de conhecer as famosas praias croatas, pois da Croácia fui direto para a encantadora Bósnia e Herzegovina. Mas sei que as praias no país são lindíssimas e por isso recomendo uma visita de pelo menos 2 dias à região costeira.

Uma das cidades costeiras mais famosas da Croácia é Dubrovnik. Ela é conhecida por sua bela cidade antiga, rodeada por muralhas do séc. XVI. Possui ruas de pedra e uma catedral barroca belíssima. Suas praias são na maioria de pedregulhos e águas cristalinas.

Praias na Croácia
Dubrovnik, Croácia (foto de Vandeventert)

Dubrovnik agrada a vários gostos. Para quem gosta de sair à noite, há muitos bares e boates. Para quem aprecia arte e cultura, há museus e galerias, além de um festival de verão que combina teatro, música e dança.

Outras praias conhecidas são Split, Hvar, Brac e muitas outras. Certamente, no que diz respeito à praias, não faltam opções para que você faça um turismo na Croácia bem relaxante.

Praias croatas, verão na Cróacia, turismo
Hvar, Croácia (foto de Barbara G Nelson)

Quanto à como chegar a essas cidades, depende muito de onde você vai estar e de onde você escolher ir. De todo modo, uma excelente forma de se planejar é checando o Rome2Rio, onde você verá várias opções de transporte, além de uma estimativa de preço. O Trip Advisor também é uma excelente fonte de informação.

Caso você opte por alugar um carro para fazer o percurso por terra, recomendo o Rental Cars. Mas se você quiser se aventurar e tentar ir de carona, o website BlaBlaCar é uma ótima opção.

Como você pode ver, fazer turismo na Croácia é realmente uma experiência incrível. Por isso espero que essas informações te inspirem a visitar o país. E caso você queira um roteiro mais longo, você pode encontrar no Viaje na Viagem uma ótima sugestão.

Caso você tenha qualquer dúvida ou queira mais informações, se inscreva no blog e envie uma mensagem. E se tiver outras dicas, deixe nos comentários para que outras pessoas possam se beneficiar delas!

Até a próxima!


* Alguns dos links indicados neste post são de empresas afiliadas, cujos serviços eu recomendo. A melhor forma de apoiar o Viajante Fora da Curva a continuar trazendo informações úteis e atualizadas para você é usando esses links para fazer as suas reservas. Você não paga nada a mais por isso eu recebo uma pequena comissão dessas empresas, o que me ajuda a continuar a fazer um trabalho de qualidade.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *